Bienvenido a Opuslibros
Inicio - Buscar - Envíos - Temas - Enlaces - Tu cuenta - Libros silenciados - Documentos Internos

     Opuslibros
¡Gracias a Dios, nos fuimos
Ir a la web 'clásica'

· FAQ
· Quienes somos
· La trampa de la vocación
· Contacta con nosotros si...
· Si quieres ayudar económicamente...

     Ayuda a Opuslibros

Si quieres colaborar económicamente para el mantenimiento de Opuslibros, puedes hacerlo

desde aquí


     Principal
· Home
· Archivo por fecha
· Buscar
· Enlaces Web
· Envíos (para publicar)
· Login/Logout
· Reportar problemas técnicos
· Ver por Temas

     Gente Online
Están conectados 77 usuarios anónimos y 1 usuarios registrados.

Eres un usuario anónimo. Puedes registrarte aquí

     Login
Nickname

Password

Registrate aquí. De forma anónima puedes leerlo todo. Para enviar escritos o correos para publicar, debes registrarte con un apodo, con tus iniciales o con tu nombre.

     Webs amigas

Opus-Info

Desde el Opus Dei al mundo real

ODAN (USA)

Blog de Ana Azanza

Blog de Maripaz

OpusLibre-Français

OpusFrei-Deutsch


     Sindicar contenido
RSS
direcci?n RSS

A?adir a Mi Yahoo!

A?adir a Google

¿Qué es RSS?


 Correos: O prelado não precisa necessariamente ser bispo.- nempedronempaulo

125. Iglesia y Opus Dei
nempedronempaulo :

Haenobarbo,

Você tem parcial razão, na medida em que não fui claro e específico o bastante. Talvez a diferença de idioma possa ter contribuído para a confusão.

Não quero causar polêmica; o único intento é explicar o que pretendi dizer. Em todo caso, está lançada a discussão. Estou aberto a correções e agradeço a você por tê-lo feito.

Na minha mensagem anterior, quis ressaltar que o prelado não precisa necessariamente ser bispo, ao contrário do que a opus dei quer fazer crer. 

Surge a primeira questão: o Papa está "obrigado" a nomear bispo ao eleito como prelado da opus dei , depois de confirmá-lo no cargo??

Se o novo prelado - a ser eleito, no próximo dia 23 de janeiro - não for nomeado bispo pelo Papa Francisco, me parece que isso não o tornará menos prelado do que prevêem os estatutos da obra, o Código Canônico e a demais normativa aplicável.

Do ponto de vista da obra, claramente é conveniente que o prelado seja, também, bispo. Mas isso não é "necessariamente" necessário, com o perdão da redundância. Não é por ser prelado  que ele deve, necessária e obrigatoriamente, ser nomeado bispo.

Nos Estatutos do Opus Dei, em cujo texto se encontram mais especificamente as competências do Prelado do Opus Dei, não há nenhuma que requeira, por si só, o exercício da ordem episcopal.

Advirto não ser versado nessas questões jurídicas e canônicas. Por suposto, aceito correções.

No entanto, me parece que a competência para ordenar sacerdotes é do bispo e não do prelado. Ao prelado, dentro da sua competência, cabe admitir os candidatos ao sacerdócio e outorgar as respectivas dimissórias. 

Se, por acaso, o prelado também for bispo, poderá ele mesmo ordenar os sacerdotes da prelatura.

Se admitirmos que algumas competências do prelado requerem o exercício da ordem episcopal, isso quer dizer que o prelado teria, necessária e obrigatoriamente, de receber a ordenação episcopal.

Pergunta-se: se, porventura, o prelado eleito não for nomeado bispo, seria um prelado inapto a dar cumprimento a todas suas competências?

Penso não haver prejuízo às competências próprias e originárias do prelado, se eventualmente ele não for consagrado bispo. Obviamente, terá um pequeno inconveniente: pedir a um bispo que ordene os sacerdotes da prelatura. Mas isso não o faz menos prelado quanto a suas atribuições e competências originárias nem o faz prelado capitis diminutio. O prelado pode ser bispo; não quer dizer que o prelado precisa ser bispo.

Tudo somado, no meu entender, apesar de conveniente e útil que o prelado seja bispo, não é cogente que o seja. 

A obra, por outro lado, coloca empenho em confundir-nos, para aceitarmos como  necessária obrigatória a consagração episcopal do prelado. Iam nessa toada os termos da nota de nomeação do vigário auxiliar de que se tratou na mensagem anterior .   Não é por outra razão que os membros da opus dei, vez ou outra, utilizam a equivocada expressão "Bispo Prelado do Opus Dei" ou o "Bispo do Opus Dei". 

No entanto, sabemos que Javier Echevarria foi Bispo Titular de Cilibia Prelado do Opus Dei.

Não falo nada de novo. Essa questão já foi tratada em opuslibros. Outros  já se ocuparam do tema, escrevendo de forma melhor, com maior autoridade e fundamento.

Abraço,

nempedronempaulo




Publicado el Miércoles, 18 enero 2017



 
     Enlaces Relacionados
· Más Acerca de 125. Iglesia y Opus Dei


Noticia más leída sobre 125. Iglesia y Opus Dei:
El Opus Dei, Instituto Secular (III): Conmemorando las bodas de plata.- Idiota


     Opciones

 Versión imprimible  Versión imprimible

 Enviar a un amigo  Enviar a un amigo

 Respuestas y referencias a este artículo






Web site powered by PHP-Nuke

All logos and trademarks in this site are property of their respective owner. The comments are property of their posters, all the rest by me

Web site engine code is Copyright © 2003 by PHP-Nuke. All Rights Reserved. PHP-Nuke is Free Software released under the GNU/GPL license.
Página Generada en: 0.101 Segundos